Barra do Corda, Ma, Data Atual, Hora Atual









Aniversariantes do Mês

21David de Paula Abreu Silva
22Melina Elem Moura da Silva
23Pedro Lucas Silva Cunha
24Aylla Ingride Campos de Sousa
25Luciara da Silva Sousa


THIAGO PEGA A ÚLTIMA VAGA

Autor: Guilherme Freitas
E-mail:
Enviado em: 09 de agosto de 2008

Thiago Pereira pegou a última vaga para final dos 400m medley, a prova que abriu a natação olímpica nos Jogos Olímpicos de Beijing. O brasileiro nadou de Blueseventy e marcou 4min11s74, um pouco acima de seu recorde sul-americano. Thiago nadou bem até a parcial de peito, quando conseguiu acompanhar o americano Ryan Lochte. No crawl Lochte disparou e venceu a eliminatória com 4min10s33. Thiago ainda foi ultrapassado pelo canadense Brian Johns, que com um forte fim de prova fechou para 4min11s41.

As parciais de Thiago Pereira foram: 25s78, 55s88, 1min28s31, 1min59s65, 2min34s71, 3min10s32, 3min41s55, 4min11s74.

Michael Phelps mostrou que será o "cara a ser batido". O americano venceu com tranqüilidade, 4min07s82, novo recorde olímpico. Quem também não se esforçou muito foi o húngaro Lazslo Cseh, que venceu a segunda eliminatória com 4min09s26. A final promete um espetacular duelo entre Phelps, Lotche e Cseh, com vantagem para o primeiro que busca as oito medalhas de ouro.




PHELPS MISSÃO PRIMEIRO DIA

Autor: Alex Pussieldi
E-mail:
Enviado em: 09 de agosto de 2008

Primeiro dia, primeira prova. Eliminatória dos 400 medley.
Michael Phelps balizado com o melhor tempo da prova, 4:05:25, recorde mundial batido no Olympic Trials em junho. A missão é classificar para as finais de amanhã de manhã. Quando pular na água, ele já vai saber quanto o húngaro Laszlo Cseh fez na série 2 e Ryan Lochte na série 3.
Phelps sabe que qualquer coisa na casa dos 4:10 será o suficiente para chegar a final. Mesmo assim, ele nunca gostou de nadar mal. Ainda mais numa competição como esta.
Na sua série, ele nada ao lado do húngaro Gergo Kis (4:14:17) e do italiano Luca Marin (4:09:88).
O recorde olímpico é dele 4:08:26, na época recorde mundial. Se vencer esta prova chegará a sete medalhas de ouro na sua carreira de três Olimpíadas. Qualquer medalha também lhe coloca com nove medalhas na sua coleção.




NADADOR CÉSAR CIELO ESCOLHE TRAJE PARA OLIMPÍADA

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 08 de agosto 2008

O brasileiro César Cielo testou nesta sexta-feira um traje de alta performance da Tyr, mas as caretas que fez ao colocá-lo, ajudado pelo técnico e por um amigo francês que tiveram de fazer força para ajustá-lo ao brasileiro, foram os indicativos de que a roupa não será usada nas provas no Cubo da Água de Pequim.

Cielo deve competir com o LZR Racer, da Speedo, maiô utilizado por diversos nadadores que quebraram recordes mundiais este ano antes dos Jogos Olímpicos. Toda a delegação brasileira terá o traje à disposição em Pequim.

"Ele não gosta muito daquele traje (da Tyr), não vai usar na competição", disse o treinador de Cielo, o australiano Brett Hawke, afirmando que o brasileiro, que disputa as provas de 50 e 100 m livres e revezamento 4x100 m livre e medley, colocará o traje da Speedo na competição. "Ele se sente mais confortável nele", explicou.

Perto do fim da sessão de treinamentos desta sexta-feira, Cielo apareceu com o traje da Tyr, negro com detalhes prateados, vestido apenas nas pernas. O nadador precisou da ajuda de seu técnico e do parceiro de treinos nos Estados Unidos, o francês Fred Bousquet, para vestir a parte de cima.

Puxando várias vezes o maiô para os lados de seu peito, Cielo ainda mostrou desconforto ao se ajeitar sobre a plataforma da piscina, apesar de receber cumprimentos de outros nadadores sobre o traje. A impressão que passou foi que o maiô era tão justo, que atrapalhava a respiração. "Os maiôs têm que ser justos mesmo para não entrar água dentro quando estão nadando", disse Hawke. "E ele não precisa mesmo respirar nos 50 metros", brincou o treinador.

O teste ocorreu porque a fabricante do Tyr estava entregando maiôs para nadadores de várias delegações nesta sexta-feira, apenas um dia antes do início das provas de natação, disse Hawke. Na piscina, Cielo deu algumas braçadas cronometradas pelo técnico, mas depois de voltar a demonstrar desconforto no peito e na região da virilha, deixou a piscina e foi ao vestiário.

Enquanto o brasileiro testava o traje, seu colega de equipe Thiago Pereira circulava pelo complexo do Cubo da Água com barba já grande e chapéu enfiado na cabeça. Evitando falar com a imprensa, ele apenas acenou garantindo que aparecerá na estréia, no sábado, com o rosto limpo.

"Vou tirar hoje", gritou já quase de dentro do vestiário, brincando com o companheiro Henrique Barbosa, sobre a farta cabeleira que ele exibia no rosto também. "E ele vai também", disse Pereira. Para o canadense Mike Brown, um dos vários barbados da equipe de seu país na sessão de treinamento, a sexta-feira ainda incluirá algumas horas de raspagem de pêlos para diminuir a resistência do corpo com a água.

"Todo mundo vai fazer o mesmo, eu mesmo vou passar duas ou três horas nisso", disse o nadador. "É uma espécie de ritual dos nadadores", afirmou Rômulo Noronha, chefe da equipe de natação do Brasil, também com a barba por fazer.




VEJA COMO ACOMPANHAR OS JOGOS OLÍMPICOS DE BEIJING

Autor: Guilherme Freitas
E-mail:
Enviado em: 05 de agosto 2008

Se Brasil está enviando sua maior delegação olímpica para a China, a imprensa esportiva brasileira não fica para trás. Emissoras de rádio e TV, sites, jornais e revistas, anunciam que estarão fazendo a maior cobertura da história dos Jogos Olímpicos. Serão mais de 500 profissionais de imprensa em Beijing, e a Best Swimming apresentará aqui onde é possível acompanhar os Jogos Olímpicos.

No Brasil apenas três emissoras são detentoras dos direitos de transmissão dos Jogos: Rede Globo, Rede Bandeirantes e ESPN Brasil. A Globo não vai transmitir na íntegra todas as provas de natação, apenas as provas com brasileiros e algumas finais. Os comentários serão de Gustavo Borges e a locução de Galvão Bueno, que estão em Beijing. O canal pago esportivo da Globo, o Sportv, irá transmitir na íntegra todas as provas de natação. Haverá cinco canais com transmissão simultâneas em Beijing: Sportv, Sportv2, Sportv3, Sportv4 e o Sportv+, um mosaico as transmissões dos outros quatro canais de forma simultânea. A locução ficará por conta de Eduardo Moreno, as reportagens serão de Guilherme Roseguini e os comentários do Coach Alex Pussieldi, editor-chefe da Best Swimming, os três direto da capital chinesa.

A Band será a outra emissora da TV aberta que também vai transmitir os Jogos de Beijing. Além disso, a emissora paulista usará o seu canal esportivo pago, a Band Sports, para transmitir ao maior número de eventos possíveis da Olimpíada. A ESPN Brasil também vai mostrar as provas de natação, que serão comentadas pelo medalhista olímpico Ricardo Prado, conforme o site da emissora. A Rede Record, que detém os direitos de transmissão dos Jogos de Londres-2012, o SBT e a Rede TV terão apenas repórteres na China.

Os principais veículos impressos do país também estão se preparando para os Jogos. O LANCE!, maior periódico esportivo do Brasil, já enviou uma equipe para Beijing. Entre os enviados está o editor do jornal e colunista da Best Swimming, Plínio Rocha. Quem também estará acompanhando a natação olímpica é a Folha de S. Paulo, através da jornalista Mariana Lajolo, que acompanhou a aclimatação da seleção em Macau. O Estado de S. Paulo e O Globo estão com os repórteres em Beijing e também vão dar destaque para a natação em suas páginas.

Na internet, o público terá diversas opções para acompanhar os Jogos. O Terra fará a maior cobertura na rede, com 13 canais de transmissão simultâneas, com muitos vídeos e reportagens ao vivo. Outros portais como UOL, IG e o Globo.com também terão equipes na China e disponibilizarão vídeos em seus respectivos sites. O repórter do UOL, Bruno Doro também acompanhou a aclimatação dos brazucas em Macau.

As emissoras de rádio também não ficarão para trás e terão profissionais em Beijing. Destaque para a Rádio Gaúcha, Rádio Bandeirantes, Rádio Globo, Rádio Jovem Pan e Rádio Eldorado, está que tem parceria com a ESPN Brasil.




COM PISCINA LOTADA, PHELPS TREINA AO LADO DE BRASILEIROS

Autor: Liana Pithan
E-mail:
Enviado em: 05 de agosto 2008

Liana PithanDireto de Pequim

Com o Cubo da Água lotado de atletas, ao contrário do que ocorreu na última segunda-feira, o astro norte-americano Michael Phelps voltou a treinar nesta terça, na cidade de Pequim. O atleta caiu na água ao lado dos brasileiros César Cielo e Thiago Pereira, que treinavam na raia ao lado.

A maioria dos nadadores participantes da Olimpíada 2008 decidiu treinar nesta terça. Mais de dez atletas dividiam a mesma raia na sede da natação na capital chinesa. No caso de Phelps, a raia era dividida com mais 16.

A estrela norte-americana foi alvo dos flashes de cerca de 20 fotógrafos que trabalhavam no Cubo, além dos cinegrafistas espalhados pelo local.

No entanto, o nadador fez um treino leve. Phelps fez um aquecimento de 20 minutos na raia sete, incluindo exercícios com a prancha e a bóia. Depois disso, saiu da piscina e caiu na raia nove, destinada a treinamentos voltados para velocidade. Após um único "tiro" em 25m no estilo borboleta, o nadador deixou o Cubo da Água e encerrou o treinamento.

Phelps quer alcançar o recorde de seu compatriota Mark Spitz de sete medalhas de ouro, conquistadas nos Jogos Olímpicos de Munique em 1972. Em Atenas 2004, Phelps conquistou seis medalhas de ouro e duas de bronze e ficou muito perto da marca de Spitz.

Fonte: Redação Terra.

http://esportes.terra.com.br/pequim2008/interna/0,,OI3054056-EI10378,00-Com+piscina+lotada+Phelps+treina+ao+lado+de+brasileiros.html


FINA

Confederação Brasileira de Natação

Federação Maranhense de Desportos Aquáticos - FMDA

E-books de Ed. Física
E-books de Ed. Física

Swim It Up

Swimnews

Pro Swim

aquabarrabdc

Best Swimming

Not Nat

Orkut Aquabarra

Blog Paineiras

© Escola de Natação Aquabarra

Webmaster: Leonardo Delgado