Barra do Corda, Ma, Data Atual, Hora Atual









Aniversariantes do Mês

21David de Paula Abreu Silva
22Melina Elem Moura da Silva
23Pedro Lucas Silva Cunha
24Aylla Ingride Campos de Sousa
25Luciara da Silva Sousa


CÉSAR CIELO VENCE OS 50M LIVRE E GARANTE 1º OURO DO BRASIL

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 16 de agosto de 2008

César Cielo entrou para a história neste sábado (noite de sexta-feira no horário de Brasília), ao conquistar a primeira medalha de ouro da natação brasileira e também o primeiro ouro do país nos Jogos Olímpicos de Pequim ao registrar o recorde olímpico dos 50 metros livre.

Cielo fez o tempo de 21s30, quebrando o próprio recorde olímpico que havia feito semifinais de quinta-feira, 16. Assim que viu seu nome no telão, Cielo caiu no choro ainda na piscina.

"Era a prova da minha vida. É o melhor momento que eu passo na minha vida. Foi sensacional. Acho que se tivesse que voltar no tempo e mudar alguma coisa, não mudaria nada para chegar aqui", disse ele à televisão, ainda emocionado e sem conseguir segurar as lágrimas.

"É muito bom, não tem sensação melhor do que ver o número 1 na frente do seu nome. Agora sou um campeão olímpico. Era um sonho meu de criança, nunca imaginei que chegaria onde estou hoje".

Cielo ficou à frente dos franceses Amaury Leveaux e Alain Bernard, que terminaram respectivamente com 21s45 e 21s49. O recordista mundial da prova, o australiano Eamon Sullivan, terminou em sexto, com 21s65.

Cielo chora no pódio após conquista inédita

Foi a segunda medalha de Cielo em Pequim, na primeira Olimpíada de sua carreira - há dois dias, ele também levou bronze na prova dos 100 metros livre. Assim, o Brasil passa a ter cinco medalhas nos Jogos Olímpicos, com outras três de bronze no judô (Leandro Guilheiro, Ketleyn Quadros e Tiago Camilo).

Aos 21 anos, o paulista César Cielo Augusto Filho, nascido em Santa Bárbara D Oeste, mantém assim a tradição de sucesso dos velocistas na natação brasileira. Desde Manuel dos Santos Junior, bronze nos 100m livre nos Jogos de Roma/60, até Fernando Scherer (Xuxa) e Gustavo Borges, que brilharam na década de 90.

A performance de Cielo foi sensacional desde o começo da disputa dos 50 metros livre na Olimpíada de Pequim. Nas eliminatórias, ele bateu o recorde olímpico, com o tempo de 21s47. Mas, na bateria seguinte, o francês Amaury Leveaux baixou para 21s46. Aí, na semifinal, o brasileiro retomou o recorde olímpico, com 21s34.




CÉSAR CIELO MEDALHA DE BRONZE EM BEIJING

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 24 de agosto de 2008

Cesão fez história. Nadando na raia 8 conquistou a primeira medalha da natação brasileira em Beijing. Um bronze dourado e que termina um jejum de oito anos sem medalhas em Jogos Olímpicos. Satiro Sodré fez os registros.

César Cielo olhou para o placar e viu: 47:67 terceiro lugar
Crédito: Satiro Sodré

Depois disso foi só loucura
Crédito: Satiro Sodré


Alegria incontrolável de Cesão
Crédito: Satiro Sodré





JOANNA VENCE BATERIA COM RECORDE, MAS NÃO VAI À SEMIFINAL DOS 200 M MEDLEY

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 11 de agosto de 2008

A brasileira Joanna Maranhão fez uma boa prova nas eliminatórias dos 200 m medley, bateu o recorde sul-americano da distância, mas não passou para as semifinais nesta segunda-feira, nos Jogos Olímpicos de Pequim. No Cubo Da Água, a nadadora fez a segunda bateria em 2min14s97, deixando suas rivais para trás, mas na somatória dos tempos das baterias, foi a 22ª colocada, posição insuficiente para avançar.

 

Joanna teve uma prova muito consistente. No início, foi a terceira colocada no nado borboleta e melhorou uma posição nos 50 m em que praticou o costas. No peito, chegou a liderar, mas caiu de produção.

 

A grande recuperação veio nos 50 m finais, estilo livre. A brasileira passou as adversárias, assumiu a liderança e abriu vantagem. Com 2min14s97, ela baixou o recorde sul-americano da argentina Georgina Bardach. A marca antiga era de 2min15s08, feita na Austrália, em março de 2007.

 

Na bateria, a brasileira ficou com quase dois décimos de vantagens para a segunda colocada, a norueguesa Sara Nordenstam, que marcou 2min15s13. A terceira posição ficou com a sul-coreana Choi Hyera, com 2min15s26.

 

Entre as classificadas à semifinal, a melhor foi Alicia Coutts, com 2min11s55. A norte-americana Katie Hoff ficou com a segunda marca, cravando 2min11s58 e sua compatriota Natalie Coughlin completou as três primeiras, com 2min11s63.

 

Nesta edição dos Jogos, Joanna Maranhão já nadou os 400 m medley, em que foi eliminada já nas eliminatórias, e ainda participará da disputa dos 200 m borboleta, terça-feira. No mesmo dia, às 00h26 (horário de Brasília), ela disputa a semifinal dos 200 m medley.




KAIO TERCEIRO MELHOR 200M BORBOLETA MASCULINO

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 11 de agosto de 2008

Kaio Márcio nadando ao lado de Michael Phelps estréia em Beijing, quebrando o recorde sul-americano da prova nesta segunda-feira, dominando quase toda a prova, perdendo apenas para Phelps, na última volta. Foi a prova mais bonita dos brasileiros, nadando na raia 3 se classificou com o terceiro tempo 01’54”65 e Phelps bateu o recorde olímpico de 01’54”04, com o tempo de 1 53"70.

 

O húngaro Laszlo Cseh foi o único "intruso" entre Kaio e Phelps ao obter o segundo melhor tempo geral das baterias (1min54s48).

 

Kaio achou que foi melhor do que ele mesmo imaginava na eliminatória. "Agora é soltar, e depois descansar, porque amanhã tem a semifinal. Passando da semifinal, tenho que pensar na final", disse ao Sportv.

 

O brasileiro disse que não se sentiu pressionado por nadar ao lado de Phelps na série. "Já nadei três vezes com ele, então nadar agora para mim é tranqüilo. Fiquei concentrado na prova, não nele".




MONIQUE FICA EM 28º E É ELIMINADA NOS 200 M LIVRE

Autor: Liana Pithan
E-mail:
Enviado em: 11 de agosto de 2008

A nadadora Monique Ferreira ficou em 28º lugar geral nas eliminatórias da prova de 200 metros livre depois de registrar o tempo de 2:00.64 em bateria disputada nesta segunda-feira. Monique afirmou que esperava baixar seu tempo para 2:00.59, mas se mostrou satisfeita com o resultado, o segundo melhor da sua carreira.



FINA

Confederação Brasileira de Natação

Federação Maranhense de Desportos Aquáticos - FMDA

E-books de Ed. Física
E-books de Ed. Física

Swim It Up

Swimnews

Pro Swim

aquabarrabdc

Best Swimming

Not Nat

Orkut Aquabarra

Blog Paineiras

© Escola de Natação Aquabarra

Webmaster: Leonardo Delgado