echo " " ?>

Barra do Corda, Ma, Data Atual, Hora Atual









Aniversariantes do Mês

09Lavinha da Paz Menezes de Oliveira
09Mariana Mota da Silva dos Santos
15Mayana Sofia M. Rodrigues
17Maria Eduarda Paz Rodrigues
21Mayra Macdo dos Santos Maciel
23Luis Guilherme de Morais Costa
27Guilherme Jac Morais Bezerra


Com a palavra Diego Hypolito

Autor: Leonardo Delgado (Fonte: Criando Campees)
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 02 de novembro de 2010


Desde pequeno, Diego Hypolito era um menino cuja cabea era mil vezes mais veloz do que o prprio corpo, Isso lhe rendeu at 15 pontos em vrios lugares da cabea e uma enorme fora que o impulsionou ao tablado o palco de sua arte, a ginstica de forma excepcional. O talento foi a base na qual ele fez a plataforma que o transformou em vencedor

"Eu fao ginstica desde os sete anos de idade. No comeo, era uma grande brincadeira. No tinha noo do que era. Depois aquilo se tornou a minha vida. O esporte , na realidade, a minha vida. A minha famlia meu corao, aquilo que eu amo. Mas passo mais tempo com meu treinador, Renato Arajo, do que com a minha famlia. Fico no ginsio das 7h15min da manh at as 7h da noite, de segunda a sexta-feira. No sbado, fico s de manh. E viajo o ano inteiro. Fico mais de seis meses fora do Rio de Janeiro, onde moro atualmente. A vida cheia de obstculos, cheia de coisas ruins e coisas boas. Se no souber passar por cima desses obstculos com a cabea erguida, no vai dar certo.

Se eu for pensar assim: "Esse vai ser um ano difcil, terei que treinar muito, vou ter dor...", no vai dar certo. Este ano vai ter muito treinamento, mas vai ser muito bom, em busca do meu sonho.

Dificuldades todo mundo tem. Temos que superar os obstculos para alcanar os objetivos. Voc tem que ter metas. Se no tiver metas, no pode alimentar o sonho de alcanar seus objetivos. Cada conquista pequena para ns, atletas, muito grande. Quando voc aprende um elemento da ginstica simples, aquilo no momento do treinamento uma vitria. Ningum v. E uma coisa dos bastidores. Existe um clima de cooperao entre os atletas, dando dicas. Ns somos uma famlia. Temos os mesmos sonhos de conquistar ttulos. Eles treinam tanto como eu. Cada um dentro do seu limite.




Atletas de Barra do Corda na busca do ndice do brasileiro

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 24 de agosto de 2010

Depois de um longo perodo de treinamento os atletas de Barra do Corda, agora esto lutando pela vaga, do campeonato brasileiro de natao, com apoio da prefeitura municipal de Barra do Corda, sairemos na sexta feira dia 27 de agosto, para participar do TROFU CIDADE TERESINA - 158 ANOS, nos dias 28 e 29 de agosto, segundo o professor Leonardo Delgado, o trabalho de trs meses de treinamentos forados, que foram realizados duas vezes ao dia durante o perodo das frias escolares, deve surtir efeito na forma de ndices para o Campeonato Brasileiro de Natao ser realizado em novembro em Fortaleza/CE.

S para citar algumas das conquistas da natao cordina de 2007 at agora foram 21 competies, sendo 8 (oito) a nvel de norte/nordeste e 2(duas) a nvel de seleo estadual, somando um total de 698 medalhas, 276 de ouro, 233 de prata e 189 de bronze.

Gostaramos de agradecer a todos que vem ajudando a natao de Barra do Corda, principalmente o nosso prefeito, a vereadora Nilda Barbalho e o secretrio de finanas Pedro Teles e ao Luis e toda a sua equipe da academia corpos, que nos ajudou na preparao fsica dos nossos atletas.




SADAS - VARIAES NO PONTO DE ENTRADA

Autor: Glenn Mills/Traduo: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 10 de agosto de 2010

Sua entrada na gua pode ter impacto decisivo, sobre sua velocidade na natao.


Por que isso importante: sabendo o seu ponto de entrada, com base na distncia, velocidade e ngulo isso, pode ajud-lo a ultrapassar seu oponente no inicio de uma prova.

Como fazer:
1) Coloque uma corda elstica na distncia onde voc costuma entrar na gua. (Voc pode determinar isso fazendo uma primeira sada, e em seguida colocando a linha em seu ponto de entrada).
2) Normalmente, quando um alvo colocado na gua, nosso objetivo passar por cima do alvo. Enquanto fazemos isso, observe o ngulo extremo das pernas na entrada. Embora eu sempre focado em um chute forte em primeiro lugar, este poderia ser adicionar uma quantidade enorme de resistncia.
3) Continue algumas vezes tentando passar por cima do alvo.
4) Agora vise atingir a gua um pouco antes do alvo.
5) Note como este ngulo de inclinao diminui a curva da perna, e poderia conduzir a um comeo mais efetivo.

Como fazer isso muito bem (os pontos bons):
Voc no vai realmente saber exatamente qual ponto ser melhor para voc at que voc adicione um pouco de cincia. Obtendo tempos de 12,5m em piscinas de 25 metros ser a chave. Isso algo que pode ser trabalhado, freqentemente e o mais rpido possvel ... No apenas antes da competio. Experimentao e variao so sempre importantes, no importa quo bom voc .




Como adicionar velocidade a sua tcnica do nado Crawl

Autor: Ademir Paulino
E-mail:
Enviado em: 08 de agosto de 2010

Todos os nadadores buscam isso: como nadar mais rpido? Aumentar a velocidade na natao muito mais difcil do que aumentar a velocidade em outros esportes, como o ciclismo, no qual o atleta muda uma marcha e mantm as rotaes por minuto ou, simplesmente, aproveita um declive e j esta mais veloz, ou na corrida, atividade mais natural do ser humano, em que qualquer atleta de final de semana pode dar um pique em uma velocidade elevada por vrios metros, por exemplo.

A Natao diferente por uma srie de motivos, o principal o meio lquido, onde se locomover tem um custo energtico 4 vezes maior do que na terra. Outro motivo importante o quadrado da velocidade: esse princpio diz que para dobrar a velocidade do deslocamento quadruplica-se a resistncia da gua. Por esse motivo, alguns atletas durante os treinos baixam poucos segundos em uma determinada distncia e sua sensao de esforo to grande.

Uma das solues treinar cada vez mais, e aprimorar a tcnica, para isso voc deve se concentrar nos movimentos que j so automticos e tentar conscientizar-se de cada gesto, desenvolvendo a propriocepo, habilidade de fazer o movimento correto sem estar se vendo. Seguindo as orientaes dos seus treinadores, professores ou tcnicos.

Seguem algumas dicas para aumentar a sua velocidade no nado crawl:

1. evite movimentos desnecessrios
2. busque uma tima combinao de contrao e relaxamento muscular
3. Garanta a harmonia da respirao com os movimentos dos braos
4. produza foras propulsivas
5. reduza a ao de foras resistivas
6. Mantenha a continuidade (fluncia do nado)

A melhora da tcnica deve ser trabalhada em todos os treinos com exerccios educativos no inicio de cada sesso pois nesse momento que o nadador descansado pode executar melhor os movimentos.

Outra alternativa o treinamento de velocidade pura que muitas vezes negligenciado por atletas de provas longas. Esse treinamento consiste em executar tiros curtos de 10 a 15 metros com o estimulo maximo de velocidade. As sries devem ser de poucos tiros para se ter uma qualidade boa. Ex: 412.5mts velocidade com intervalos de 12.5mts solto mais 1 (um) minuto parado.

A natao exige dos atletas varias qualidades fsicas, entre as mais importantes para aumentar a velocidade do nado eu destaco a flexibilidade e a fora.

Bons treinos!
Colunista:
Ademir Paulino, que assina este artigo, o mais novo colunista do ativo.com. Ademir Tcnico responsvel pela Assessoria esportiva Medley Triathlon/ treinador de Natao na Cia Athletica e Atleta de Aquathlon e Biathlon.




O PEITO MODERNO

Autor: por McCauley Wayne, Traduo e atualizao de Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 04 de agosto de 2010

O referido texto uma traduo de The Modern Breaststroke, publicado em 1999, nossa contribuio est no sentido de atualizar as mudanas ocorridas nas regras validas para 2005-2009.

Dicas para melhorar a sua tcnica de peito e sua prova

O nado de peito est em um estado constantes mudanas, como muitos nadadores Masters, esto no processo de converso do estilo convencional plano para o estilo onda. Ter um treinador experiente, que est disposto a compartilhar os princpios do peito onda uma maneira de aprender a "onda". Mas nem todos os nadadores Masters so to afortunados. Este artigo oferece dicas que vo ajudar na sua converso para o nado mais moderno.

Entendendo que o nado de peito exige um conhecimento ntimo das regras peito, que tm sido continuamente revistos nos ltimos anos. As regras devem ser conhecidas para evitar a desclassificao e para ser usado em proveito prprio. As regras mencionadas neste artigo foram atualizadas atravs da Associao de rbitros de Santa Catarina, mediante a traduo de Ruben Marcio Dinard de Araujo, coordenador de arbitragem da CBDA e rbitro da FINA.

Posio da Cabea e Respirao

SW 7.4 - Durante cada ciclo completo, alguma parte da cabea do nadador deve quebrar a superfcie da gua. Aps a sada e em cada volta o nadador pode dar uma braada completa at as pernas. A cabea tem que quebrar a superfcie da gua antes que as mos virem para dentro na parte mais ampla da segunda braada. Uma nica pernada de golfinho seguida de uma pernada de peito permitida enquanto totalmente submerso. Seguido disso, todos os movimentos das pernas devem ser simultneos e no mesmo plano horizontal sem movimentos alternados.

Comentrio: Em cada braada a cabea tem que quebrar a superfcie da gua. A filipina no obrigatria, mais se for realizada ter que ser feita corretamente, ou seja, da seguinte maneira: Aps a sada ou aps a virada, enquanto o nadador estiver totalmente submerso permitido uma braada at as pernas, em seguida, agora permitido uma nica pernada de golfinho seguida de uma pernada de peito. A cabea do nadador tem que quebrar a superfcie da gua antes que as mos virem para dentro na parte mais ampla da segunda braada. Se o nadador quebrar a superfcie da gua antes ou depois que a mos virem para dentro da segunda braada ser desclassificado.

A posio bsica para o peito deve estar com corpo prximo superfcie da gua e em posio aerodinmica (posio 1). A cabea deve descansar entre os braos. Porque menos resistncia encontrada com o corpo submerso, cada pernada deve comear com o corpo e a cabea ligeiramente submersa (posio 7). A respirao deve ser tomada no final da recuperao de cada ciclo, com a cabea olhando para baixo ou ligeiramente para frente (posio 4).
Braada

SW 7.2 Todos os movimentos dos braos devem ser simultneos e no mesmo plano horizontal, sem movimentos alternados.

Ao contrrio da crena popular, no h puxada para trs no peito moderno. A ao de puxar simplesmente uma varredura para fora e uma para dentro, abaixo da face. Comece a puxada encolhendo os ombros, com os cotovelos virados para fora e as palmas das mos voltadas para fora. Os ombros so encolhidos e projetados para frente em uma posio semelhante do nado de Borboleta cujos braos so estendidos para frente.

Encolhendo os ombros, no incio da varredura para fora diminui o comprimento dos ombros e reduz a resistncia. O encolhimento dos ombros tambm mantm os cotovelos para baixo, evitando um grave problema para muitos nadadores. Alm disso, o encolher de ombros e sua projeo pe em atuao os msculos peitoral e grande dorsal.

_

Para ganhar a propulso na varredura para fora, lance as mos em um ngulo de 30-45 graus para os antebraos. As mos devem ser colocadas cerca de quinze a vinte centmetros sob a superfcie da gua, quando comear a varredura para fora. Mova as mos para fora e ligeiramente para cima, a fim de que as mos se movam, para uma posio logo abaixo do ponto de agarre, passando um pouco da largura do ombro.

No agarre, a posio das palmas das mos muda de para fora e para trs, para cima e para dentro. Esta varredura comea com um poderoso movimento para cima. A varredura para cima a parte mais propulsora do movimento do brao. Com encolhimento dos ombros, as mos so aceleradas para baixo e depois para dentro at que as palmas das mos se unem abaixo do queixo. A varredura para dentro, termina com as mos se movendo para cima e para frente, juntos.

A maneira mais fcil de aprender a varredura para fora e a varredura para dentro comear a nadar um peito mais alongado, braos totalmente estendidos frente. Varredura para fora a aproximadamente 25 centmetros, em seguida varredura para dentro, at que as mos batam palmas juntos. Nadar um segundo deslizamento com a varredura para fora a cerca de 30 centmetros, com nfase na varredura para dentro. Na prxima realize um movimento de varredura para fora a um ponto confortvel alm da largura do ombro, destacando o poder da varredura para dentro.
SW 7.3 As mos devem ser lanadas; juntas para frente a partir do peito, abaixo ou sobre a gua. Os cotovelos devero estar abaixo da gua exceto para a ltima braada antes da virada, durante a virada e na braada final na chegada. As mos devero ser trazidas para trs na superfcie ou abaixo da superfcie da gua. As mos no podem ser trazidas para trs alm da linha dos quadris, exceto durante a primeira braada aps a sada e em cada volta.
Empurrar as mos para frente e, juntas, chamado de recuperao do brao. Coloque as palmas das mos juntas e os cotovelos frente do tronco. Trazendo os cotovelos junto forando que as mos se movem rapidamente a partir da varredura para dentro para a recuperao. Os nadadores de peito muitos erroneamente pausa neste momento. Quando os braos so quase totalmente estendidos, encolha os ombros para comear a prxima varredura para fora.
Pernada


SW 7.5 Os ps devem estar virados para fora durante a parte propulsiva da pernada. No so permitidos movimentos em forma de tesoura, pernada vertical alternada ou de golfinho, exceto o descrito na SW7.4. permitido quebrar a superfcie da gua com os ps, exceto seguido de uma pernada de golfinho.

O segredo do nado de peito a pernada. O aspecto mais importante da pernada na finalizao com os dedos apontando para o fundo da piscina e as solas dos ps se encaixando. Os ps so tambm a varredura para baixo da superfcie da gua, no para trs. Aos poucos, acelerar os ps at as solas e os tornozelos se rene. A pernada como descrito e pressionando para baixo, far com que os quadris subam. Recuperar as pernas, com resistncia mnima, trazendo os ps para as ndegas em vez de puxar os joelhos para frente debaixo da gua.

Coordenao

O sincronismo a chave para um peito poderoso e eficiente. Existem trs padres em uso atualmente:

Deslizamento, contnua e sobreposio de tempo. Iniciantes podem preferir a deslizar padro, que caracterizado por uma breve pausa, aps o chute, quando os braos esto estendidos.
Padro contnuo envolve o comeo da varredura para fora na concluso da pernada. Este estilo no recomendado devido falta de sistemas de propulso na remada para fora logo aps a pernada.
Sobreposio de tempo envolve o comeo varredura para fora, enquanto as pernas esto se unindo na chegada do chute. A maioria dos nadadores rpidos de peito usa a sobreposio de tempo para reduzir o perodo de desacelerao aps o chute e a varredura para fora dos braos.

A prova de peito no apenas sobre o nado em si, a filipina por sua vez tambm deve ser executada corretamente. Para mais informaes sobre a virada de peito, consulte o artigo Moffet John em maro / abril 1994 emisso de nadar.

Wayne McCauley escreve para Associao Masters do Pacifico sul, possui uma das maiores colees de vdeos e livros de Masters nadando. Ele um dos Mestres do All-American nos anos 50, em eventos de 200 metros peito.

Link em Pdf



FINA

Confederao Brasileira de Natação

Federação Maranhense de Desportos Aquáticos - FMDA

E-books de Ed. Física
E-books de Ed. Física

Swim It Up

Swimnews

Pro Swim

aquabarrabdc

Best Swimming

Not Nat

Orkut Aquabarra

Blog Paineiras

Escola de Natação Aquabarra

Webmaster: Leonardo Delgado